Assembleia líbia aprova implantação da lei islâmica

A assembleia do Conselho Nacional Geral da Líbia (CNG) aprovou nesta quarta-feira a lei islâmica, a sharia, como base para a legislação e todas as instituições do Estado, uma decisão que vai impactar as leis bancárias, financeiras e criminais.

Reuters

04 de dezembro de 2013 | 12h16

"A lei islâmica é a fonte de toda legislação na Líbia", disse o CNG em comunicado após a votação. "Todos as instituições do Estado precisam se adequar a isso."

Não ficou esclarecido qual o escopo imediato da decisão, mas uma comissão especial irá rever todas as leis existentes para garantir que estejam de acordo com a sharia.

(Reportagem de Firas Bosalum)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAASSEMBLEIASHARIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.