Ataque a bomba de criminosos mata advogado em Israel

Polícia diz que incidente parece estar ligado ao crime; advogado representaria mafiosos do submundo israelense

Agência Estado e Associated Press,

11 de junho de 2008 | 17h55

bomba explodiu nesta quarta-feira, 11, no centro de Tel-Aviv e matou um importante advogado israelense, informou a polícia, no que foi definido um ataque de criminosos locais, não de militantes palestinos. Na cena da explosão, o chefe da polícia de Tel-Aviv, Ilan Franco, disse aos repórteres que "o incidente parece ser ligado ao crime." Ele acrescentou: "É um fato muito grave."   O veículo do advogado, um utilitário esportivo, ficou tombado no lado esquerdo da calçada e parece ter voado, com a explosão, para o outro lado da avenida. Aparentemente, o explosivo foi instaladoembaixo do veículo e foi detonado quando o advogado girou a chave para dar a partida no motor do utilitário.A mídia israelense identificou o advogado morto como Yoram Hacham, de 53 anos, de Tel-Aviv. Segundo reportagens locais, ele teria envolvimento com quadrilhas do submundo de Tel-Aviv. Nos últimos anos, Tel-Aviv foi alvo de vários ataques a bomba perpetrados por militantes palestinos, mas os mais recentes ataques foram atribuídos a criminosos locais.  

Tudo o que sabemos sobre:
Israel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.