Ataque aéreo a posto de gasolina mata 30 na Síria, dizem ativistas

Ao menos 30 civis morreram nesta quarta-feira quando aviões de combate sírios bombardearam um posto de gasolina em um subúrbio de Damasco dominado por rebeldes a leste da capital, disseram dois ativistas da oposição que estavam no local do ataque.

Reuters

02 de janeiro de 2013 | 11h40

"Contei pelo menos 30 corpos. Estavam queimados ou dilacerados", disse Abu Saeed, ativista que chegou ao local do ataque, em Muleiha, uma hora após o bombardeio, às 13h (9h de Brasília).

Outro ativista, Abu Fouad, disse que os aviões bombardearam o local no momento em que chegava um carregamento de combustível, quando o posto estava lotado.

(Reportagem de Khaled Yacoub Oweis e Redação de Amã)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAATAQUEPOSTO30MORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.