Ataque aéreo de Israel sobre Faixa de Gaza deixa 3 mortos

Porta-voz do Exército israelense afirma que militantes se preparavam para lançar foguetes

Nidal al-Mughrabi y Allyn Fisher-Ilan, da Reuters,

10 de janeiro de 2010 | 19h54

Três palestinos morreram neste domingo, 10, em um ataque aéreo de Israel sobre a Faixa de Gaza, horas depois que o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, prometeu uma “resposta poderosa” a qualquer ataque vindo da região.

Um porta-voz do Exército israelense disse que um avião realizou ataque contra militantes que se preparavam para lançar foguetes contra Israel. Palestinos disseram que os militantes morreram em um campo que é usado com freqüência para lançar foguetes.

Netanyahu havia afirmado em uma sessão semanal que 20 bombas de morteiro e foguete tinham sido disparadas na semana passada contra Israel a partir de Gaza, que é controlada pelo Hamas.

“Vejo isso muito seriamente. A política do governo [de Israel] é clara: qualquer disparo contra nosso território receberá uma resposta imediata e poderosa”, disse o líder israelense.

Na quinta-feira, três palestinos haviam morrido em uma série de ataques aéreos por parte de Israel em Gaza.

A violência tem aumentado ao longo da fronteira entre Israel e Gaza no último mês, o que pode complicar mais a diplomacia respaldada pelos Estados Unidos na região. Até então, a violência na região tinha sofrido uma pausa, após a guerra de três semanas do começo do ano passado lançada por Israel com o objetivo de frear o lançamento de foguetes a partir de Gaza, na qual morreram 1,4 mil palestinos e 13 israelenses.

Tudo o que sabemos sobre:
Israel, Gaza, Netanyahu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.