Hatem Moussa/AP
Hatem Moussa/AP

Ataque aéreo israelense mata líder de braço da al-Qaeda em Gaza

Homem morto era acusado de lançar foguetes de curto alcance contra o Estado judaico

REUTERS

30 de dezembro de 2011 | 07h41

GAZA - Israel matou o líder de uma facção inspirada pela al-Qaeda em um ataque aéreo na Faixa de Gaza nesta sexta-feira, 30. O homem morto era acusado de lançar foguetes de curto alcance contra o Estado judaico.

Militantes identificaram o líder do Exército do Islã como Momen Abu Daf. Sua organização faz parte de um grupo de entidades palestinas que alegam ligação com a al-Qaeda e que recebem o reforço de radicais salafistas voluntários do vizinho Egito.

Abu Daf foi morto quando um míssil atingiu o bairro de Zeitoun, na Cidade de Gaza, de acordo com administração local a cargo do grupo palestino Hamas. Outros cinco palestinos ficaram feridos e um deles precisou ser hospitalizado, informou o Ministério da Saúde palestino.

Em comunicado, os militares israelenses disseram que sua aeronave "mirou um esquadrão terrorista que foi identificado momentos antes de lançar foguetes contra Israel a partir do norte da Faixa de Gaza".

Esses militantes, disso o comunidade de Israel, foram "responsáveis por lançar foguetes contra Israel nos últimos dias".

Ataques salafistas contra Israel são um desafio aos esforços de trégua do Hamas, que prega a acomodação mais política do islamismo apesar de também defender a destruição de Israel.

Forças israelenses mataram outro militantes salafista, Abdallah Telbani, na terça-feira, afirmando que ele tinha ajudado a realizar ataques a partir do Sinai, no Egito, contra Israel.

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDISRAELALQAEDA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.