Ataque com morteiros mata 5 em Bagdá

Pelo menos cinco civis iraquianos forammortos e 14 ficaram feridos devido a um ataque com morteirosque atingiu áreas perto do aeroporto internacional de Bagdá,incluindo a base central das forças norte-americanas, informouo comando militar dos Estados Unidos nesta segunda-feira. Foi um dos ataques mais mortais a uma área residencial emBagdá em meses. Os militares relataram que dois soldados norte-americanostambém ficaram feridos quando os foguetes atingiram a base CampVictory, perto do aeroporto, e em regiões próximas. Seissuspeitos foram levados para interrogatório. O general Qassim Moussawi, porta-voz do comando militariraquiano em Bagdá, disse que as bombas caíram numa área demaioria sunita no distrito de Khadhra, sul da cidade e oeste doaeroporto. A polícia afirmou que os foguetes foram disparados de umaárea xiita vizinha. O comando norte-americano relatou que "grupos especiais",termo que tem usado para descrever o Exército Mehdi, do clérigoxiita Moqtada al-Sadr, geralmente são os responsáveis porataques de morteiro ou foguete em Bagdá. Ataques deste tipo costumavam ser quase diários na capital,à medida que combatentes rivais xiitas e sunitas atacavam ascomunidades uns dos outros. Mas o número de ataques como estes caíram dramaticamentenos últimos meses, espelhando uma redução geral na violência emtodo o país, após a chegada de 30 mil soldados adicionais dosEstados Unidos. (Reportagem de Michael Holden)

REUTERS

18 de fevereiro de 2008 | 20h22

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEVIOLENCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.