Ataque da Otan a complexo de Gaddafi deixa 3 mortos, diz governo

Três pessoas morreram e 45 ficaram feridas em um ataque aéreo da Otan nesta segunda-feira ao complexo de Bab al-Aziziyah, controlado por Muammar Gaddafi, mas o líder líbio está ileso e motivado, informou o governo da Líbia.

REUTERS

25 de abril de 2011 | 13h19

O porta-voz Mussa Ibrahim disse que o ataque aparentemente foi uma tentativa de atentar contra a vida de Gaddafi, mas que os mortos eram funcionários do governo e agentes de segurança. Segundo ele, o local atacado é sede de gabinetes políticos.

"Como um ato de terrorismo desse está protegendo os civis na Líbia?", disse o porta-voz a jornalistas estrangeiros em Trípoli.

"Essa é uma tentativa covarde de atingir uma pessoa. Ele está bem, com saúde, ele está motivado", disse Ibrahim.

(Reportagem de Lin Noueihed)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAGADDAFIMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.