Ataque da Otan mata 12 talibãs e duas crianças no Afeganistão

Forças dos EUA destruíram um edifício que alojava os rebeldes e havia uma grande quantidade de explosivos

EFE,

09 de dezembro de 2007 | 01h26

Pelo menos 12 talibãs e duas crianças morreram na maior operação que a Otan e tropas afegãs lançaram contra insurgentes no sul do Afeganistão, assegurou no sábado o comando dos Estados Unidos em comunicado. O Exército americano e o britânico, que fazem parte do contingente da Otan, atacaram, desde a última sexta-feira, o distrito de Moussa Qala, no sul da província de Helman, o único distrito afegão controlado pelos talibãs. O comando militar dos EUA indicou que suas forças destruíram um edifício que alojava os rebeldes e onde havia uma grande quantidade de explosivos, operação na qual morreram 12 talibãs, entre eles um de seus líderes, e duas crianças. Além disso, tropas afegãs atacaram várias centenas de rebeldes afegãos nas proximidades da região, onde entre 200 a 300 civis tiveram de fugir após ser informados do avanço das operações militares. "Estamos destruindo a liderança talibã e suas infra-estruturas, assim como suas redes de comunicações", assegurou no comunicado um porta-voz do comando, Chris Belcher. Os combates no sul do Afeganistão entre as forças internacionais e afegãs e os talibãs são constantes.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAAFEGANISTÃOATAQUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.