Ataque mata 4 policiais e 1 civil no Afeganistão

Atentado aconteceu no distrito de Daman, quando o chefe de polícia se dirigia à Kandahar

Efe

19 de agosto de 2010 | 04h09

CABUL - Quatro policiais - entre eles um chefe de distrito - e um civil morreram em um ataque insurgente realizado com um carro-bomba na conflituosa província de Kandahar (sul do Afeganistão), informou a Otan em comunicado nesta quinta-feira, 19.

Segundo a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), o atentado insurgente aconteceu quarta-feira, no distrito de Daman, quando o chefe de polícia do distrito se dirigia em um veículo rumo à cidade de Kandahar, capital da província de mesmo nome.

Durante a passagem do veículo do chefe policial, os insurgentes detonaram os explosivos improvisados estavam no interior de outro veículo.

No ataque, faleceram o próprio chefe da Polícia de Daman, outros três agentes e um civil afegão, enquanto quatro policiais e quatro civis ficaram feridos.

No entanto, segundo uma fonte não identificada citada pela agência afegã AIP, o chefe policial de Daman morreu junto a seu guarda-costas em uma explosão de uma bomba colocada no caminho de seu veículo, no qual também ficaram feridas seis pessoas, sem especificar se eram civis ou membros das forças de segurança.

A fonte assegurou que o fato aconteceu no distrito de Spin Boldak - fronteiriço com Daman - na província de Kandahar.

As principais áreas de influência da insurgência estão na região sudeste do Afeganistão, onde predomina a etnia pashtun, embora os talebans tenham protagonizado ataques por todo o território em 2010.

As minas e bombas de fabricação caseira colocadas em estradas são frequentemente utilizadas para atacar as tropas internacionais desdobradas no Afeganistão, embora costumem causar baixas entre a população civil.

No primeiro semestre deste ano, 1.271 civis morreram vítimas da guerra afegã, um aumento de 21% em relação ao mesmo período do ano anterior, conforme um relatório da missão da ONU no Afeganistão (Unama).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.