Ataque palestino deixa cerca de 50 feridos em Israel

Comitês de Resistência Popular reivindicam a responsabilidade pelo ataque na base de treinamento

REUTERS

10 de setembro de 2007 | 23h26

Um foguete disparado por militantes palestinos na Faixa de Gaza feriu cerca de 50 soldados em Israel na terça-feira (horário local) num ataque que deve aumentar a pressão sobre os líderes israelenses para que tomem uma ação dura no território controlado pelo Hamas.Os Comitês de Resistência Popular reivindicaram a responsabilidade pelo ataque na base de treinamento para novos recrutas de Zikkim, logo ao norte da fronteira, dois dias antes de Israel comemorar o Rosh Hashanah, o ano novo judeu.Um porta-voz do Exército disse que cerca de 30 soldados foram feridos pelo foguete. Autoridades de hospitais no sul do Israel disseram que cerca de 50 soldados foram internados sofrendo somente de choque por causa do ataque.O número de feridos foi o mais alto em um único ataque com foguete lançado da Faixa de Gaza, que os militantes islâmicos do Hamas tomaram durante combates com a facção palestina rival Fatah, do presidente palestino, Mahmoud Abbas, há três meses.Militantes em Gaza disparam com frequência foguetes Qassam contra Israel. A maioria deles não deixa feridos, mas desde o início de uma revolta palestina em 2000, 12 pessoas morreram neste tipo de ataque.Texto atualizado às 2h

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDGAZATRINTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.