Ataque próximo a quartel do Hamas deixa quatro mortos

Grupo islâmico acusa Israel, mas testemunhas apontam para nova disputa entre facções rivais em Gaza

Associated Press,

02 de outubro de 2007 | 17h08

Quatro membros das forças de segurança do Hamas foram mortos e dois ficaram feridos em uma explosão após o pôr-do-sol na Cidade de Gaza nesta terça-feira, 2. Segundo o grupo islâmico que controla o território palestino, o incidente foi resultado de uma ação de Israel.  A explosão aconteceu na orla de Gaza, próximo ao prédio da força marítima do Hamas.  Segundo o Ministério do Interior em Gaza, o carro em que os palestinos transitavam foi atingido por um artefato de artilharia naval israelense. "Um foguete foi lançado a partir de um navio da Marinha israelense contra um carro de polícia do Hamas, matando três policiais e ferindo outros três", disse o porta-voz do ministério Ihab Ghussen.  De acordo com o Ministério da Saúde, no entanto, foram ao todo quatro mortes.  As Forças de Defesa Israelenses, por sua vez, disseram não ter informações sobre o incidente.  Segundo testemunhas, tiros foram ouvidos na área após a explosão, o que indicaria um eventual confronto interno entre facções palestinas rivais.  Segundo militares israelenses citados pelo Canal 10 de Israel, a explosão teria resultado de um ataque com míssil antitanque perpetrado por militantes palestinos A Força Aérea israelense tem realizado investidas aéreas em Gaza contra palestinos que planejam ou realizam ataques com foguetes contra Israel.  Entretanto, o território palestino também sofreu com uma onda de disputas internas entre os grupos rivais Fatah e Hamas. Em junho, militantes do Hamas tomaram a força os principais postos das forças leais ao presidente Mahmoud Abbas, do Fatah, em Gaza.

Tudo o que sabemos sobre:
palestinosFaixa de Gaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.