Ataque suicida mata 5 soldados franceses no Afeganistão

Pelo menos um civil morreu na ação; atentado ocorre um dia após visita de Sarkozy a tropas

REUTERS e Associated Press

13 de julho de 2011 | 09h44

CHARIKAR - Um ataque suicida na província afegã de Kapisa, a nordeste de Cabul, matou nesta quarta-feira, 13, cinco soldados franceses e um civil afegão, segundo a Isaf (força militar da Otan) e uma autoridade local.

"Um ataque insurgente no leste do Afeganistão resultou nas mortes de cinco militares da Isaf e pelo menos um civil", disse a força da Otan em mensagem de texto por celular.

Outros quatro soldados franceses e três civis ficaram feridos durante o atentado.

 

O gabinete do presidente Nicolas Sarkozy confirmou as mortes, e disse que "os soldados franceses estavam fazendo a proteção de uma reunião de conselhos no vale de Tagab".

Abdul Hakim, governador do distrito de Tagab, na província de Kapisa, informara anteriormente que três soldados estrangeiros haviam sido mortos, e que dois civis e um policial afegãos ficaram feridos.

Hakim disse que um homem-bomba chegou caminhando até os soldados que estavam parados ao lado de veículos blindados.

A maioria do contingente nessa região é de franceses.

Recentemente, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, esteve no Afeganistão e anunciou que até o final de 2012 deve retirar cerca de mil soldados do Afeganistão, o que significa cerca de um quarto do contingente francês no país.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOATENTADOCINCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.