ISAF/Efe
ISAF/Efe

Ataque suicida mata prefeito de Kandahar, no Afeganistão

Irmão do presidente foi morto há duas semanas na mesma região

AHMAD NADEEM, REUTERS

27 de julho de 2011 | 07h36

KANDAHAR - Um ataque suicida matou o prefeito da cidade afegã de Kandahar nesta quarta-feira, 27, duas semanas depois do assassinato do irmão do presidente Hamid Karzai na mesma cidade.

A morte do prefeito Ghulam Haidar Hamidi é o mais recente numa série de assassinatos de aliados de Karzai.

Embora não esteja claro se todas as mortes foram de responsabilidade de insurgentes, os assassinatos geraram instabilidade num momento em que tropas estrangeiras começam a se retirar do país antes de as forças de segurança afegãs assumirem o controle até o fim de 2014.

Hamidi, de 65 anos, foi morto e uma outra pessoa ficou ferida quando um suicida detonou seus explosivos em um corredor perto do escritório de Hamidi, disse Zalmay Ayoubi, porta-voz do governo da província de Kandahar.

"Parece que o agressor carregava a bomba no turbante", disse Ayoubi.

Kandahar é a província onde nasceu o Taliban e foco de recentes aumento das tropas dos Estados Unidos para virar o jogo contra a insurgência na guerra que já dura uma década.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOSUICIDAPREFEITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.