Ataque teria matado líder da Al-Qaeda no Iêmen, diz governo

Forças de segurança afirmam ter atingido esconderijo de Ayed al-Shabwani, um dos mais procurados no país

Associated Press,

20 de janeiro de 2010 | 11h15

As forças de segurança do Iêmen disseram que ataques aéreos atingiram nesta quarta-feira, 20, pela segunda vez na semana, um suposto esconderijo de um líder da Al-Qaeda que figura entre os mais procurados do governo.

 

Veja também:

especialEspecial: As franquias da Al-Qaeda

linkReino Unido suspende voos diretos com o Iêmen

  

As autoridades disseram que o ataque destruiu a casa de Ayed al-Shabwani em Wadi Adeeda, 185 quilômetros a leste da capital Sanaa. Segundo o governo, há líderes da rede terrorista que usam a área como esconderijo.

 

O governo informou na semana passada que um ataque aéreo matou seis militantes, incluindo Ayed al-Shabwani. Os insurgentes, porém, desmentiram o fato por meio de comunicado e negaram a morte dos membros da Al-Qaeda, contra quem o Iêmen iniciou uma operação de combate nas últimas semanas com a ajuda dos EUA.

Tudo o que sabemos sobre:
Al-QaedaIêmen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.