Ataques das forças sírias matam 30 civis, diz grupo de direitos humanos

Dezenas de pessoas ficaram feridas após serem cercados por tanques e atiradores em Soram

REUTERS

09 de agosto de 2011 | 11h47

AMà- Forças sírias mataram ao menos 30 civis em ataques com tanques nesta terça-feira, 9, em uma cidade ao redor de Hama e em uma cidade perto da Turquia, informou a Organização Nacional Síria para os Direitos Humanos.

 

Leia mais:

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

 

A organização, comandada pelo dissidente Ammar Qurabi, disse em comunicado que 26 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas quando tropas ajudadas por tanques e veículos armados invadiram Soran e outros vilarejos ao norte de Hama, que tem sido foco da repressão de 10 dias para reprimir protestos contra o governo de Assad.

Quatro pessoas também foram mortas em Binnish, a cerca de 30 quilômetros da fronteira com a Turquia, em um ataque similar na cidade que testemunhou o aumento dos protestos pedindo a retirada de Assad durante o mês do Ramadã, informou a organização.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIATANQUESMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.