Ataques de rebeldes deixam 28 soldados mortos na Síria

Rebeldes mataram 28 soldados do Exército da Síria na quinta-feira em um ataque a três postos de checagem ao redor da cidade de Saraqeb, que corta a principal rodovia norte-sul do país, disse um grupo ligado à oposição.

Reuters

01 de novembro de 2012 | 16h24

O Observatório Sírio para Direitos Humanos, com base na Grã-Bretanha, disse que ativistas da oposição em Saraqeb, situada na província de Idlib, no norte do país e na fronteira com a Turquia, confirmaram que o ataque havia sido executado por diversas unidades rebeldes.

O Exército perdeu porções de território nas províncias de Idlib e Aleppo, mas luta para controlar as cidades ao longo das rotas de abastecimento da cidade de Aleppo, onde suas forças combatem em vários distritos.

Rami Abdelrahman, diretor do Observatório, disse que cinco insurgentes também morreram nos ataques, dois deles ocorridos na rodovia ligando a capital Damasco a Aleppo, a cidade mais populosa da Síria. O terceiro ataque ocorreu em um posto de checagem na estrada ligando Aleppo a Latakia, cidade portuária onde as forças de Assad permanecem no controle.

"Os rebeldes destruíram ou tomaram seis veículos. Eles não ficarão nos postos de checagem por muito tempo, pois os caças sírios normalmente bombardeiam as posições depois que os rebeldes as tomam", disse ele à Reuters pelo telefone.

Os rebeldes têm recorrido a emboscadas e confrontos de rua para fazer avanços. O levante contra o presidente Bashar al-Assad já dura 19 meses. A Força Aérea síria intensificou os ataques aéreos aos vilarejos e cidades em todo país como retaliação.

(Reportagem de Oliver Holmes)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAREBELDESATACAM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.