Reuters
Reuters

Ataques em diferentes partes do Iraque matam 18

Sete foram vítimas de um mesmo atentado suicida em Ramadi, a 100 quilômetros de Bagdá

Efe,

07 de setembro de 2009 | 17h11

Pelo menos 18 pessoas morreram hoje em ataques em diferentes regiões do Iraque, informaram à Agência Efe fontes policiais e do Ministério do Interior do país. O ataque que deixou mais vítimas ocorreu em Ramadi, a 100 quilômetros de Bagdá, onde pelo menos sete pessoas morreram, entre elas três policiais, e 18 ficaram feridas em um atentado suicida. Segundo a Polícia, um insurgente colidiu um veículo carregado de explosivos contra um posto de controle em plena hora do rush.

 

Veja também:

linkCobertura completa da Guerra no Iraque

Na cidade de Baquba, a 65 quilômetros da capital, seis pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas em outro ataque suicida. Fontes do Ministério do Interior relataram à Efe que o suicida detonou os explosivos que carregava quando foi interceptado pelos guardas de uma mesquita xiita, onde tentava se infiltrar disfarçado com um uniforme militar. Ainda segundo as mesmas fontes, a maioria das vítimas é de policiais.

 

Na parte oeste de Baquba, uma pessoa faleceu após a detonação de explosivos que estavam presos em sua motocicleta. Quatro pessoas, entre elas uma criança de cinco anos, ficaram feridas no atentado. Na região de Al Miqdadia, a 25 quilômetros de Baquba, um insurgente morreu quando a bomba que colocava em uma estrada explodiu.

 

Em Bagdá, a explosão de uma bomba colocada na parte debaixo de um veículo na parte norte da cidade matou seu motorista e feriu oito pessoas, sendo seis civis e dois agentes. Já no bairro de Al Mansur, no oeste de Bagdá, um rebelde lançou uma bomba contra um posto de controle do Exército, ferindo dois soldados e quatro civis. Também em Bagdá, na parte leste, no bairro de Cidade de Sadr, uma bomba explodiu perto de um veículo que seguia rumo a um posto de controle do Exército. Dois militares e quatro civis ficaram feridos no ataque.

 

No começo da manhã, um policial e seu filho morreram após a explosão de uma bomba colocado no automóvel no qual trafegavam na região de Talkif, perto de Mossul, no norte do país. O ataque, que ocorreu próximo a um posto de controle das forças de segurança curdas, deixou

quatro feridos, entre eles dois filhos do policial.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.