Atentado a bomba mata pelo menos 15 xiitas no sul do Iraque

Alvos seriam os fiéis que celebravam o fim dos 40 dias de luto pela morte do imame Hussein

Efe,

14 de janeiro de 2012 | 05h37

BAGDÁ - Pelo menos 15 xiitas morreram e outros cinco ficaram feridos neste sábado, 14, em um atentado suicida na província iraquiana de Basra, 550 quilômetros ao sul de Bagdá, informou à Agência Efe uma fonte dos serviços de segurança.

A fonte assinalou que o atentado teve como alvo os fiéis que celebravam o Arbain, festividade que lembra o fim dos 40 dias de luto respeitados pela morte do imame Hussein, neto do profeta Maomé e o terceiro dos 12 imames xiitas. Os fiéis se encontravam no santuário de Jutuat, na localidade de Al Zubair, em Basra, quando um terrorista suicida detonou um cinto de explosivos preso a seu corpo.

Os ataques contra xiitas se sucederam nas últimas semanas. Em 5 de janeiro, os fiéis deste credo foram alvo de uma onda de atentados que causou a morte de pelo menos 59 pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.