Atentado com bomba mata ao menos 5 no norte do Líbano

As vítimas, na maioria, são soldados; outras 25 pessoas ficaram feridas no ataque ao ônibus militar

Agências internacionais,

29 de setembro de 2008 | 04h16

Um carro-bomba explodiu nesta segunda-feira próximo a um ônibus militar no norte do Líbano, matando ao menos cinco pessoas e ferindo outras 25, informam as autoridades locais. Os funcionários disseram ainda que as vítimas, na maioria, são soldados. O ataque é o segundo contra militares no norte de país em menos de dois meses.   Veja também: Blog: sunitas da Al-Qaeda ganham força na região    As autoridades afirmaram que os explosivos colocados no automóvel foram acionados por controle remoto quando o ônibus militar ingressava no sul da cidade de Tripoli. A explosão aconteceu no horário que a população começa a ir ao trabalho. Vários vidros de carros estacionados nas imediações do local foram destruídos.   Um explosão semelhante, em agosto, deixou 14 mortos, nove dos quais soldados, no mais mortal ataque no Líbano em três anos. O atentado de agosto ocorreu poucas horas antes de o presidente Michel Suleiman começar uma visita histórica à Síria e um dia depois de o novo gabinete de unidade nacional do Líbano conquistar a aprovação parlamentar. A explosão desta segunda-feira aconteceu dois dias depois de um outro atentado na vizinha Síria que deixou 17 mortos.   Trípoli tem sido atingida pela violência sectária nos últimos meses. A explosão desta segunda-feira ocorreu num momento em que facções rivais vinham trabalhando juntas para acertar suas diferenças depois de uma crise política que deixou o país à beira de uma guerra civil em maio.   Matéria atualizada às 7h10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.