Atentado com carro-bomba deixa 15 mortos e 26 feridos no Iraque

Veículo estava estacionado perto de ambulatório; número de vítimas pode aumentar

estadão.com.br

21 de julho de 2010 | 14h07

BAGDÁ - Pelo menos 15 pessoas morreram e outras 26 ficaram feridas nesta quarta-feira, 21, após a explosão de um carro-bomba na cidade de Abu Said, na província de Diyala, no nordeste do Iraque.

 

Segundo a Polícia local, o veículo estava estacionado perto de um ambulatório. A explosão também causou danos materiais em lojas próximas. As forças de segurança cercaram a área do atentado para evitar novos ataques.

 

As autoridades estimam que o número de mortos pode aumentar devido à gravidade dos ferimentos de algumas vítimas. Alguns responsáveis militares pela área dão conta de até 28 mortos, mas os dados não foram confirmados oficialmente.

 

Segundo a polícia, uma construção desabou com a força da explosão. Os feridos, ainda segundo as autoridades, foram levados para um hospital de Baquba, a cerca de 10 quilômetros do local da explosão e a 65 quilômetros de Bagdá. Crianças e mulheres estão entra as vítimas

 

A onda de violência no Iraque diminuiu desde os conflitos sectários de 2006 e de 2007, mas ainda há ataques ocasionais no país. No domingo, 52 pessoas morreram em atentados separados contra os Conselhos de Salvação, milícias tribais sunitas pró-governo.

 

Com informações das agências Efe e AP

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentadoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.