Atentado com carro-bomba mata ao menos 10 em Bagdá

Dois soldados americanos estão entre as vítimas fatais; 23 pessoas ficam feridas na explosão

Efe,

01 de maio de 2008 | 05h53

Pelo menos dez pessoas morreram, entre elas um soldado dos Estados Unidos, e 23 ficaram feridas nesta quinta-feira, 1, na explosão de um carro-bomba no centro de Bagdá, informaram fontes policiais iraquianas. Segundo as fontes, o veículo, que estava estacionado, explodiu durante a passagem de uma patrulha militar americana no distrito de maioria xiita de Karrada, no centro da capital. Entre os feridos há dois militares americanos que integravam a patrulha. Uma pessoa suspeita de detonar o carro com um controle remoto foi detida pelas forças de segurança, segundo as mesmas fontes. Após a explosão, várias ambulâncias foram ao local para atender às vítimas, enquanto a Polícia e o Exército cercaram a área, onde há vários pontos comerciais. O distrito de Karrada está situado nas proximidades da chamada "zona verde" de Bagdá, sede das principais instituições governamentais e das embaixadas ocidentais, entre elas a dos EUA e o Reino Unido. A área é alvo freqüente dos ataques dos insurgentes em sua campanha contra os Governos posteriores à invasão do Iraque em março de 2003.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquecarro-bombaatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.