Atentado com carro-bomba mata cinco pessoas em Bagdá

Patrulhas encontraram quatro corpos torturadas e com marcas de tiros em diversos pontos da capital

Efe,

04 de julho de 2008 | 06h01

Pelo menos cinco pessoas morreram e outras dez ficaram feridas na noite desta quinta-feira na explosão de um carro-bomba no oeste de Bagdá, informaram nesta sexta-feira, 4, fontes dos corpos de segurança. O atentado aconteceu nas proximidades do Instituto Médico Legal do Hospital Yarmouk, um dos principais da capital iraquiana. A explosão ainda danificou o prédio do hospital e imóveis vizinhos, acrescentaram as fontes. Além disso, as patrulhas policiais encontraram quatro corpos de pessoas torturadas e com marcas de tiros em diversos pontos de Bagdá. Como não possuíam documentos de identificação, as vítimas foram transferidas a um hospital para ser identificadas por seus familiares, segundo as mesmas fontes. A violência persiste na capital iraquiana, apesar de um estrito plano de segurança que entrou em vigor em fevereiro do ano passado, e que é controlado por milhares de soldados iraquianos e americanos.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueBagdáatentadocarro-bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.