Atentado contra recrutas mata 41 no Iraque

Suicida detonou um cinto com explosivos durante os testes para a entrada nas Forças Armadas

AP e Efe

17 de agosto de 2010 | 04h52

BAGDÁ - Ao menos 41 pessoas morreram e 112 ficaram feridas nesta terça-feira, 17, em um ataque suicida com explosivos contra recrutas do exército do Iraque, em Bagdá, informaram as autoridades locais.

O atentado foi dirigido pela manhã de terça-feira contra os recrutas que faziam uma fila em frente ao quartel de uma divisão do exército no coração da capital Iraque. Um suicida detonou um cinto carregado de explosivos no momento dos testes para entrada nas Forças Armadas, perto do antigo edifício do Ministério da Defesa, no bairro de Bab al Muazam.

Os agentes da polícia disseram que havia ao menos dois soldados entre os mortos e oito entre os feridos.

As direções de quatro hospitais de Bagdá confirmaram o número de vítimas.

As fontes falaram sob condição de anonimato, pois não estavam autorizados a abordar o assunto com os meios de comunicação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.