Atentado deixa ao menos 28 mortos e 68 feridos no Iraque

Dois homens-bomba se explodiram em um centro de recrutamento do Exército iraquiano em Baquba

Agências Internacionais,

15 de julho de 2008 | 04h26

Dois homens-bomba se explodiram em meio a uma multidão em um centro de recrutamento em Baquba, capital da província de Diyala, matando ao menos 28 pessoas e ferindo 68, nesta terça-feira, 15. As forças de segurança afirmam que os mortos, na maioria, são recrutas.   O atentado aconteceu no campo militar de Baquba, 60 quilômetros de Bagdá, informou um oficial da polícia em condição de anonimato.   O Exército americano confirmou o ataque, dizendo que aconteceu por volta das 8 horas desta terça-feira (hora local). Ainda confirmou a morte de 16 recrutas e 30 feridos.   Um dos suicidas dirigiu um veículo carregado de explosivos ao interior do campo Saad, onde o detonou diante de centenas de recrutas que se reuniam para iniciar seus treinamentos. De forma quase simultânea, outro suicida detonou os explosivos que carregava junto ao portão 7 do campo, situado no leste de Baquba.   O número de mortos pode subir nas próximas horas, devido ao alto número de feridos em estado grave, informaram as fontes.   Baquba, uma cidade onde coexistem xiitas, sunitas e curdos, foi o palco dos mais sangrentos ataques suicidas dos últimos meses no Iraque.   Na semana passada, as autoridades do governo iraquiano começaram a enviar tropas a Diyala, com o objetivo de lançar uma ampla campanha militar contra os grupos terroristas.   Texto atualizado às 8h20

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentadoataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.