Duplo atentado com carros-bomba mata 6 pessoas no Iêmen

O Estado Islâmico (EI) reivindicou a responsabilidade pelo duplo atentado; o alvo seria um acampamento utilizado por forças antiterroristas

O Estado de S.Paulo

24 Fevereiro 2018 | 13h19
Atualizado 24 Fevereiro 2018 | 16h29

ÁDEN - Pelo menos seis pessoas morreram e 43 ficaram feridas em atentados suicidas perpetrados por dois carros-bomba em Áden, cidade portuária ao sul do Iêmen, neste sábado, 24.  

O alvo foi um acampamento utilizado por forças antiterroristas no sudoeste de Áden, na área conhecida como Gold Mohr, no distrito de Tawahi, onde a força das explosões danificou os carros de civis estacionados do lado de fora do acampamento e espalhou detritos pela rua. 

+++ Para encerrar a guerra no Iêmen

O primeiro carro explodiu logo na entrada do complexo e o segundo foi detonado pouco depois de entrar no local. Fontes de segurança, por sua vez, informaram que cinco homens armados tentaram invadir o quartel após a detonação dos veículos, mas foram repelidos e abatidos por soldados, que também tinham disparado contra os veículos dinamitados.

O Estado Islâmico (EI) reivindicou a responsabilidade pelo duplo atentado, segundo informou a agência de notícias Amaq, criada pela própria organização. 

Esta não é a primeira vez que o EI ataca forças de segurança e militares iemenitas, que também enfrentam rebeldes houthis, que controlam a capital, Sana, e algumas províncias do norte e do oeste do país, e disputam o poder com o governo do presidente Abdrabuh Mansour Hadi. 

Moradores descreveram duas grandes explosões na área, onde uma nuvem de fumaça cinzenta cobriu a região, enquanto as ambulâncias corriam para evacuar os feridos.  /Reuters e EFE

Mais conteúdo sobre:
Iêmen [Ásia] jihadismo terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.