Atentado durante desfile militar mata ao menos 10 e fere dezenas no Irã

Não há informações sobre vítimas entre militares; nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque

Reuters

22 de setembro de 2010 | 07h42

 

TEERÃ - Dez pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em uma explosão em meio a uma multidão que assistia nesta quarta-feira, 22, a uma parada militar na cidade de Mahabad, no noroeste do Irã, informou a mídia local.

 

Veja também:

documento Há 30 anos, começada a Guerra do Golfo

"O artefato era uma bomba-relógio colocada em uma árvore, no meio das pessoas. Explodiu às 10h20 (3h50 no horário de Brasília)", informou a página na internet da TV estatal IRIB, citando uma autoridade militar como fonte.

A emissora afirmou que dez pessoas morreram e pelo menos 57 ficaram feridas. Não há informações sobre vítimas entre militares e autoridades que estavam na parada anual, um dos vários eventos realizados pelo país para lembrar os oito anos da guerra Irã-Iraque, iniciada em 1980.

Autoridades locais culparam militantes pela explosão. "Ao se misturarem entre as pessoas que assistiam à parada das Forças Armadas, grupos contra-revolucionários mostraram sua odiosa face", declarou Vahid Jalalzadeh, governador da província iraniana do Azerbaijão do Oeste, segundo reportou a agência semioficial de notícias Mehr. Nenhuma organização se responsabilizou pelo atentado.

No passado houve atividade de militantes curdos nessa região do Irã, que faz fronteira com a Turquia e o Iraque. Forças iranianas com frequência entram em confronto na área com guerrilheiros curdos, incluindo alguns que operam a partir de bases no norte do Iraque.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãatentadoterrorismodesfile

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.