Atentado mata 4 na capital do Afeganistão

Pelo menos quatro civis morreram num atentado suicida na terça-feira em frente a um hotel usado por estrangeiros na principal área diplomática de Cabul, em frente à casa de um ex-vice-presidente.

GOLNAR MOTEVALLI, REUTERS

15 de dezembro de 2009 | 09h10

A explosão do carro-bomba ocorreu enquanto o presidente Hamid Karzai e vários ministros deveriam participar de uma conferência sobre a corrupção na sede da chancelaria, em outro ponto da capital afegã.

A carcaça do carro-bomba ficou em chamas em frente ao hotel Heetal, no bairro Wazir Akbar Khan, deixando uma espessa coluna de fumaça.

A casa do ex-vice-presidente Ahmad Zia Massoud, irmão do falecido líder guerrilheiro Ahmad Shah Massoud, ficou muito danificada. Uma fonte policial disse que Massoud pode ter sido o alvo do ataque.

O Heetal, que é fortificado, também foi danificado, mas não tanto quanto as casas vizinhas no bairro, onde vivem autoridades, diplomatas e membros de organizações diplomáticas.

Vidraças se quebraram em várias casas, e em uma delas parte do telhado desabou.

(Reportagem adicional de Peter Graff e Sayed Salahuddin)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOCABULATENTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.