Atentado suicida deixa sete mortos e doze feridos no Iraque

Exército americano afirma que os mortos são cinco e os feridos, dezenove; vítimas fatais são civis

Efe,

03 de abril de 2008 | 06h29

Pelo menos sete civis morreram e outras 12 ficaram feridas na explosão de um caminhão-bomba conduzido por um suicida contra um posto de controle nas proximidades de Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá, informaram nesta quinta-feira, 3, fontes policiais. No entanto, de acordo com um comunicado do Exército dos EUA, o número de mortos no atentado foi de cinco, enquanto os feridos chegaram a 19, dos quais 10 eram militares. Segundo as fontes iraquianas, o suicida lançou na noite de quarta-feira o caminhão cheio de explosivos contra um posto militar, quando os soldados estavam registrando os veículos civis que atravessavam a barreira. Os feridos foram transferidos a hospitais e centros médicos próximos a Mossul. Mossul, capital da província de Ninawa, é um dos principais redutos da Al-Qaeda no Iraque, e o Governo de Nouri al-Maliki anuncia há meses uma grande operação contra este grupo, que até o momento não aconteceu.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueataque suicidaatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.