Atentado suicida mata 15 em posto de checagem em Bagdá

Um ataque à bomba suicida feito por ummotociclista atingiu neste domingo um posto de checagem emBagdá, matando 15 pessoas e deixando outras 29 feridas. Entre os mortos neste ataque realizando no distrito deSunni Arab Adhamiya, região norte de Bagdá, estava o comandantedos guardas na área, Faruq Abu Omar. O autor do atentado foi até o posto de checagem numamotocicleta e depois detonou os explosivos que carregava nasroubas, afirmou a polícia. "Carreguei meu sobrinho nos braços até o hospital. Eleestava vivo até chegar ao hospital e o sangue dele manchouminhas roupas", disse o tio de Abu Omar, Ahmed Abu Uday, àReuters, por telefone. "Levei dez pessoas feridas no meu carro ao hospital." Os guardas do posto, conhecidos como "Filhos do Iraque",são pagos pelas forças norte-americanas para proteger asvizinhanças. O militantes frequentemente atacam os postos de checagem. "Aconteceu o que temíamos, porque esta área era um pontoforte da Al Qaeda em Adhamiya. Nós os matamos, nós oscapturamos. Nós os destruímos. E nós esperávamos que elesfossem procurar uma vingança", afirmou Abu Uday. O Iraque ficou menos violento no último ano, mas as forçasnorte-americanas e iraquianas afirmam que a Al Qaeda continuacapaz de realizar ataques. (Reportagem de Wisam Mohammmed)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.