Atentado suicida mata 25 pessoas em festa no Iraque

Outras 30 pessoas ficaram feridas na explosão de artefatos que o suicida levava junto ao corpo

Efe,

25 de agosto de 2008 | 01h21

Pelo menos 25 pessoas, 21 delas policiais, morreram neste domingo, 24, em um atentado suicida, cometido durante uma festa no distrito de Abu Ghraib, no oeste de Bagdá, informou a Polícia iraquiana, às 20h30 (14h30 em Brasília). Segundo as mesmas fontes, outras 30 pessoas ficaram feridas na explosão de artefatos que o suicida levava junto ao corpo. O atentado foi cometido na casa de um chefe tribal sunita, que tinha organizado um jantar para comemorar a libertação de um iraquiano que estava detido pelas tropas americanas. Abu Ghraib é o principal distrito sunita situado entre Bagdá e Faluja, cerca de 20 quilômetros ao oeste da capital e para onde foram levados os feridos. A organização terrorista Al-Qaeda advertiu em várias ocasiões de que cometerá atentados contra os grupos sunitas no Iraque, que proliferaram ao longo do país e que são financiados e apoiados pelo Exército americano.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueataqueatentado suicida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.