Khalil Al-A'nei/Efe
Khalil Al-A'nei/Efe

Atentados no Iraque matam ao menos 89 pessoas em várias cidades

Pelo menos 223 pessoas ficaram feridas em atentados na capital iraquiana e no norte do país

Reuters,

23 de julho de 2012 | 07h28

BAGDÁ - Pelo menos 89 pessoas foram mortas em ataques com bombas e tiroteios em várias partes do Iraque nesta segunda-feira, 23, um dia depois de outras 20 terem morrido em vários atentados, numa onda de violência que tem como alvo principalmente os muçulmanos xiitas, majoritários no país.

A violência coincide com a intensificação do conflito na Síria. Os ataques deixaram pelo menos 223 pessoas feridas em áreas xiitas de Bagdá, na cidade xiita de Taji, em Kirkuk - cuja população se divide em vários ramos do islamismo -, e também em outras partes do Iraque, segundo fontes da polícia e de hospitais. Foi um dos dias mais sangrentos nas últimas semanas no país.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelos ataques, mas uma autoridade iraquiana culpou uma ramificação local da rede Al-Qaeda, formada por militantes sunitas hostis ao governo xiita, que é aliado do Irã.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentadosmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.