Autoridades iraquianas são presas por plano de golpe - NYT

Cerca de 35 autoridades foram presas no ministério do Interior do Iraque, algumas delas acusadas de planejar um golpe, informou o jornal The New York Times, citando importantes autoridades de segurança em Bagdá. As prisões, feitas nos últimos três dias, foram feitas por uma força contraterrorista de elite que se reporta diretamente ao primeiro-ministro Nuri al-Maliki, informou a edição de quinta-feira do jornal. As autoridades iraquianas não puderam confirmar ou desmentir a reportagem, mas pessoas ligadas ao Ministério do Interior são céticas em relação a um golpe, possibilidade levantada nas últimas semanas entre os altos funcionários iraquianos, enquanto Maliki consolida sua liderança. Maliki, político xiita que chefia um governo de coalizão que inclui sunitas e curdos, tem ficado mais afirmativo nos últimos meses, enquanto a segurança melhora consideravelmente e os Estados Unidos se preparam para diminuir seu papel no Iraque. Falando à Reuters, um brigadeiro-geral do Ministério do Interior disse que algumas das operações tinham como alvo a polícia de trânsito de Bagdá, que não teria associação com planos de golpe significativos. A autoridade do ministério afirmou que 15 pessoas foram presas -- a lista inicial era de 45 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.