Avião de guerra ataca cidade síria e mata 80, diz médico

Um avião bombardeiro atacou nesta quarta-feira a cidade de Azaz, no norte da Síria, causando a morte de 80 pessoas e ferimentos em 150, de acordo com um médico de um hospital local.

Reuters

15 de agosto de 2012 | 13h11

O médico, que se identificou apenas pelo primeiro nome, Mohammad, deu a declaração no hospital.

Antes, ativistas do grupo oposicionista Observatório Sírio para os Direitos Humanos disseram que pelo menos 30 pessoas tinham morrido no ataque aéreo.

Moradores gritavam "Deus é Grande" e removiam corpos ensanguentados de prédios de concreto destroçados, de acordo com um vídeo publicado por ativistas no YouTube.

As forças sírias que combatem há 17 meses os rebeldes que tentam depor o governo do presidente Bashar al-Assad vêm usando cada vez com mais frequência helicópteros armados e jatos de combate, armamentos que os grupos oposicionistas não têm a seu dispor.

(Reportagem de Hadeel al-Shalchi e Erika Solomon)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIABOMBARDEIOMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.