Aviões sírios bombardeiam bairro de Aleppo após invasão rebelde

Aviões militares sírios bombardearam neste domingo um bairro residencial da cidade de Aleppo após rebeldes terem invadido um quartel no local, matando e ferindo dezenas de pessoas e piorando um problema no abastecimento de água na maior cidade do país depois da danificação de um duto, disseram ativistas.

Reuters

09 de setembro de 2012 | 13h57

O presidente Bashar al-Assad tem usado cada vez mais devastadores ataques aéreos para manter controle sobre os rebeldes que tentam derrubá-lo, após opositores terem tomado o controle de bairros residenciais e feito incursões no centro de Aleppo, capital comercial e industrial da Síria.

A revolta, que já dura 18 meses, tem polarizado as potências mundiais, impedindo assim uma intervenção internacional efetiva. O conflito se torna também cada vez mais sectário, com o risco de se espalhar para outros Estados árabes com divisões parecidas.

Os avanços dos insurgentes forçaram Assad a destacar aviões de guerra e tropas para impedir a queda de Aleppo. O ataque aéreo deste domingo destruiu um complexo residencial no bairro de Hananu, um de vários locais sob controle rebelde no leste de Aleppo, disseram opositores à Reuters por telefone.

O número de mortos não estava imediatamente claro, mas dezenas de corpos e pessoas feridas estavam sendo retirados dos escombros. Imagens de vídeo na região mostraram vários sírios cavando e procurando pessoas sob os escombros.

Os detalhes não puderam ser independentemente verificados devido às restrições de acesso da imprensa internacional à Síria.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIABOMBARDEIOALEPPO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.