Bin Laden acusa países árabes de cumplicidade com Israel

Líder da Al-Qaeda chamou ainda a ofensiva israelense a Gaza de 'holocausto'

Redação com agências internacionais,

14 de março de 2009 | 10h43

O líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, chamou a ofensiva israelense a Gaza de "holocausto" e acusou líderes árabes de não fazer o bastante para impedir as cerca de 1.300 mortes registradas na região durante a incursão, segundo gravação transmitida pela rede de TV Al-Jazeera, neste sábado.

 

Bin Laden disse que os países moderados árabes colaboram com Israel e agem contra o povo muçulmano. Ele não citou a quais nações se referia.

 

A rede de notícias árabe não informou como obteve a fita e a autenticidade não pode ser comprovada. Esta é a última mensagem de Bin Laden desde o vídeo sobre Gaza, transmitido em janeiro. Naquela mensagem ele incitava os muçulmanos a lutar contra Israel.

Tudo o que sabemos sobre:
Osama bin LadenGazaIsraelAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.