Bomba colocada em estrada mata 11 no Afeganistão

Uma bomba deixada em um acostamento de estrada matou pelo menos nove pessoas de uma mesma família, além de dois policiais, na noite de segunda-feira no noroeste do Afeganistão, disse um porta-voz do Ministério do Interior nesta terça-feira.

REUTERS

08 de novembro de 2011 | 08h52

Entre os mortos há duas mulheres e seis crianças que pegavam carona em veículos da polícia numa zona rural da província de Badghis, segundo o ministério. Há vários feridos.

O ataque ocorreu durante a festividade islâmica do Eid al Adha.

"Este é mais um crime e uma atrocidade cometidos pelo Taliban contra civis neste dia especial da nossa celebração. Eles nunca vão parar de matar civis", disse o porta-voz Sediq Sediqqi.

O Taliban não respondeu imediatamente às consultas sobre seu envolvimento no episódio.

Na véspera do atentado, sete civis morreram e 15 ficaram feridos num ataque suicida dentro de uma mesquita na província de Baghlan, no norte do país.

Em nota enviada por e-mail na sexta-feira, o Taliban reiterou suas ameaças contra as tropas estrangeiras no Afeganistão, mas disse que os insurgentes tentariam evitar as mortes de civis.

Caso fique "irrefutavelmente provado que o sangue de muçulmanos inocentes foi derramado (...) por negligência", o assassino deve ser penalizado de acordo com a lei islâmica, acrescentou o Taliban.

(Reportagem de Christine Kearney e Mirwais Haroooni)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOBOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.