Bomba mata 3 soldados americanos no sul do Afeganistão

Explosão acontece durante ofensiva contra reduto rebelde de Marjah; 15 mil soldados participam da investida

EFE,

13 de fevereiro de 2010 | 09h16

Pelo menos três soldados americanos das tropas comandadas pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) morreram hoje na explosão de uma bomba no sul do Afeganistão.

 

Veja também:

Otan inicia megaofensiva para tentar retomar reduto Taleban

Otan diz estar fazendo progresso em megaoperação contra o Talebã

 

Em nota, a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), liderada pela Otan, comunicou a morte dos três militares dos Estados Unidos, mas não especificou a província em que houve os óbitos nem suas circunstâncias.

 

A explosão de bombas durante a passagem de comboios militares internacionais é a forma como os talibãs afegãos mais matam soldados estrangeiros, sobretudo nas províncias do sul e do leste que fazem fronteira com o Paquistão.

 

Nesta madrugada, 15 mil militares aliados lançaram uma ofensiva contra o reduto rebelde de Marjah, localizado na província de Helmand (sul). No entanto, a Isaf não disse se as três mortes anunciadas ocorreram no âmbito desta investida.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãobombaIsaf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.