Bombas matam 25 diante de residência oficial no Iraque

Duas explosões mataram ao menos 25 pessoas em um posto de controle do lado de fora da residência de um governador provincial no Iraque nesta terça-feira, no mais recente ataque contra prédios do governo e forças de segurança.

ASEEL KAMI E SUADAD AL-SALHY, REUTERS

21 de junho de 2011 | 10h42

Um homem-bomba detonou explosivos e pelo menos um carro foi detonado em frente à casa do governador de Diwaniya, a 150 quilômetros ao sul de Bagdá, durante a mudança de turno dos guardas no posto de controle. A maior parte das vítimas era de membros da segurança, segundo as autoridades.

"Ouvi uma grande explosão e depois outra. Eu abri a porta e vi fumaça branca e senti o cheiro de sangue... Olhei para o lado e vi três guardas mortos no chão", disse Maha al-Sagban, um morador local que teve sua casa danificada.

Muayad al-Ansary, porta-voz do conselho municipal de Diwaniya, informou que o número de mortos era 25, e que outras 35 pessoas ficaram feridas.

Em outro ataque no Iraque, cinco pessoas foram mortas e nove ficaram feridas quando uma bomba explodiu em um restaurante na cidade de Mussayab, cerca de 60 quilômetros ao sul de Bagdá, disse a polícia.

O número de explosões e assassinatos no Iraque caiu consideravelmente desde o auge da violência sectária entre 2006 e 2007, mas a insurgência islâmica sunita ligada à Al Qaeda, outros grupos sunitas e milícias xiitas rivais ainda realizam ataques diários no país.

A violência tem aumentado contra as forças de segurança e autoridades dos governos provinciais, no momento em que as tropas norte-americanas se preparam para a retirada do país até o final do ano, quase oito anos após a invasão para destituir Saddam Hussein.

Diwaniya é uma região pobre de maioria xiita, e diversos grupos armados iraquianos são atuantes na área.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEBOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.