Bush insiste em que fez 'o correto' ao derrubar Saddam Hussein

Político americano disse lamentar as mortes de civis inocentes e que país está em vias de pacificação

Efe,

16 de junho de 2008 | 06h41

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, insistiu em Londres em que fez "o correto" ao derrubar o presidente iraquiano Saddam Hussein e não se arrepende de sua decisão de invadir o Iraque. Em umas declarações à emissora Sky News, o político americano disse ao mesmo tempo lamentar as mortes de civis inocentes, mas acrescentou que o país árabe está em vias de pacificação. "Claro que representa um peso sobre minha consciência se alguém morre em uma guerra. Mas por outro lado... Livrar-se de Saddam Hussein foi a decisão correta e não vou ceder nem um milímetro nisso", disse Bush, que nesta segunda-feira, 16, se reúne em Londres com o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, antes de viajar para a Irlanda do Norte. "O mundo está melhor sem ele (Hussein) e lamento que na guerra civis inocentes tenham morrido no Iraque, mas convém lembrar que centenas de milhares morreram também quando Saddam estava à frente do país", acrescentou. "A guerra é brutal. Eu gostaria que não houvesse guerra, mas acho que estamos já no caminho da paz", afirmou o presidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.