Caem as mortes em conflitos entre palestinos e israelenses

O número de mortos nos conflitosentre israelenses e palestinos caíram de maneira acentuada em2007, mas os crimes contra os direitos humanos na Faixa de Gazae na Cisjordânia aumentaram, segundo um relatório de umaorganização humanitária. As tropas de Israel mataram 373 palestinos em Gaza e naCisjordânia em 2007, até 29 de dezembro, ante 657 mortesregistradas no ano passado, segundo informe anual da B'Tselem. Trinta e cinco por cento dos mortos não estavam envolvidosem hostilidades, contra mais da metade em 2006. Os palestinos mataram sete civis israelenses --o menornúmero desde o início da revolta em 2000-- e seis soldados,segundo a entidade. Em 2006, os palestinos mataram 17 civisisraelenses. Apesar do menor número de mortes, o B'Tselem afirmou que orespeito aos direitos humanos tem piorado nos territóriospalestinos devido aos bloqueios militares de Israel em Gaza,com o aumento do número de assentamentos judaicos naCisjordânia, e também pelo aumento do número de palestinosdetidos sem julgamento. "Muito frequentemente, Israel falha em equilibrarapropriadamente suas necessidades de segurança com valoresigualmente importantes, incluindo a proteção aos direitos dospalestinos sob seu controle", informou o comunicado. O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, e o presidentepalestino, Mahmoud Abbas, relançaram conversas para a paz emnovembro e concordaram em tentar alcançar um acordo sobre oEstado palestino até o final de 2008.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.