Cão 'herói de guerra' é sacrificado por engano nos EUA

Um cão aclamado como herói por alertar soldados norte-americanos no Afeganistão sobre um militante suicida foi sacrificado por engano num canil do Arizona, segundo autoridades.

REUTERS

16 de novembro de 2010 | 20h12

O pastor alemão Target, que chegou a aparecer no programa da apresentadora Oprah Winfrey devido a suas façanhas, fugiu dos seus donos na sexta-feira e foi abatido na segunda-feira, após passar o fim de semana no canil.

Ruth Stalter, diretora da entidade Controle e Cuidado Animal do Condado Pinal, se disse "muito afetada" pelo caso. "Tive de dar a notícia pessoalmente ao dono do cachorro, e ele e sua família estão destroçados", afirmou.

Stalter disse que o canil se empenha em entregar mascotes perdidas aos seus donos, e que a instituição está investigando o que motivou o erro.

Segundo o site do programa de Oprah, Target e outros dois cães, Sasha e Rufus, foram adotados por soldados norte-americanos no Afeganistão após entrarem num quartel.

Os três cães foram aclamados como heróis ao alertarem sobre a entrada de um homem-bomba no local. A explosão deixou Sasha gravemente ferida, e a cadela foi sacrificada. Target e Rufus sobreviveram e foram levados aos EUA por militares.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOCAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.