Capitão da guarda de Abbas morre em choque com Jihad Islâmica

Três milicianos e dois agentes de segurança ficaram feridos durante o confronto

Efe,

06 de setembro de 2007 | 04h44

Um capitão da guarda do presidente palestino, Mahmoud Abbas, ferido na madrugada desta quinta-feira, 6, num confronto com milicianos da Jihad Islâmica, morreu esta manhã no hospital Rafidie, em Nablus, segundo fontes médicas. Akram Abu Sbah tinha 45 anos e era pai de quatro filhos. Ele havia sido gravemente ferido quando participava de uma operação das forças de segurança da Autoridade Nacional Palestina (ANP) para prender três militantes armados da Jihad Islâmica. Três milicianos e dois agentes de segurança ficaram feridos durante o confronto, na cidade de Jenin, no norte da Cisjordânia, ocupada pelo Exército israelense.

Tudo o que sabemos sobre:
Jihad IslâmicaAbbasNablus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.