Carro-bomba explode em Bagdá e deixa 20 mortos e 35 feridos

Atentado foi promovido em ponto de ônibus de uma região comercial em bairro xiita da capital iraquiana

Agências internacionais,

26 de março de 2009 | 08h16

A explosão de um carro-bomba em uma área predominantemente xiita de Bagdá provocou a morte de pelo menos 20 pessoas nesta quinta-feira, 26 informaram autoridades locais. Mais de 35 pessoas ficaram feridas. Fontes policiais e hospitalares disseram que o carro repleto de explosivos estava estacionado perto de uma estação de ônibus cercada de lojas no bairro de Shaab. A explosão ocorreu pouco depois do meio-dia, pelo horário local.

 

Mulheres e crianças estariam entre as vítimas, segundo a polícia. O ataque ocorre um dia depois de autoridades de segurança dos Estados Unidos e Iraque divulgaram uma queda na violência no Iraque, mostrando que insurgentes ainda se mantém capazes de lançar ataques potentes. Na segunda-feira, uma bomba explodiu em um terminal de ônibus no oeste de Bagdá, no distrito de Abu Grhaib, e matou 9 pessoas e deixou outras 32 feridas, segundo a polícia iraquiana.

 

A explosão aconteceu perto de um mercado popular do bairro, em um momento de grande concentração de pessoas. O carro-bomba causou graves danos materiais tanto em veículos quanto em edifícios próximos. O saldo final de mortos pode aumentar, porque alguns dos feridos se encontram em estado grave.

 

Na quarta-feira, o porta-voz do Exército americano no Iraque, general David Perkins, anunciou em Bagdá que os ataques contra as tropas americanas nesse país diminuíram aos mais baixos níveis desde agosto de 2003. O chefe militar disse que os ataques e atentados contra as forças americanas somaram no ano passado um total de 130, enquanto, durante 2009, foram registrados apenas 10.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.