Carro-bomba mata agente de inteligência e mais 3 em Beirute

Um carro-bomba explodiu sob um viadutoem um bairro cristão da zona leste de Beirute durante a hora dorush matinal de sexta-feira, matando um alto funcionário doserviço policial de inteligência e outras três pessoas, segundoas autoridades. O capitão Wisam Eid, atingido pela explosão dentro do seucarro a caminho do trabalho, morreu na hora, junto com umguarda-costas. Eid trabalhava para uma unidade de inteligência consideradapróxima de Saad al-Hariri, líder da coalizão governistacontrária à influência da Síria no país. "Eid tinha um papel em todas as investigações ligadas aexplosões terroristas", disse o chefe de polícia Ashraf Rifi ajornalistas no local. O capitão estava no cargo desde que seu antecessor, SamirShehadeh, foi ferido por uma bomba na zona sul de Beirute em2006. A unidade de inteligência policial está muito envolvida nasinvestigações promovidas pela ONU sobre o assassinato do pai deHariri, o ex-premiê Rafik Al Hariri, há quase três anos. Eleparticipava também da repressão a militantes inspirados pela AlQaeda. Bombeiros jogaram água sobre carros em chamas e outrosdestroços espalhados por uma rua no bairro de Hazmiyeh. Umcorpo carbonizado era visível dentro de um carro. Partes decadáveres estavam espalhadas pela rua. A explosão abriu uma imensa cratera no asfalto e danificoudezenas de veículos. Há dez dias, um carro-bomba danificou um veículodiplomático dos EUA em Beirute, matando 3 pessoas e ferindo 16--não havia norte-americanos entre as vítimas fatais. Em dezembro, outro carro-bomba matou o chefe de operaçõesdo Exército, general-de-brigada François Haj, na zona leste deBeirute.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.