Carro-bomba mata pelo menos 20 pessoas no leste do Afeganistão

A explosão de um carro-bomba matou pelo menos 20 pessoas em ataque realizado em um hospital no leste do Afeganistão neste sábado, disseram o governo e fontes de segurança. O número de mortos pode chegar a 35.

OBAID ORMUR, REUTERS

25 de junho de 2011 | 11h48

A estimativa do número de vítimas, que inclui pacientes e funcionários do hospital, variaram muito em meio às cenas caóticas do lado de fora do estabelecimento em Azra, na província de Logar, que fica ao sul de Cabul.

Havia também dezenas de feridos no ataque, que foi um dos piores até agora neste ano.

Deen Mohammad Darwish, porta-voz do governo provincial de Logar, afirmou que até 35 pessoas morreram, embora o Ministério do Interior do Afeganistão tenha falado em 20 mortos.

"O alvo exato não está claro," afirmou o vice-porta-voz do ministro do Interior, Najib Nikzad.

O presidente afegão, Hamid Karzai, condenou o ataque, no qual ele afirmou que "dezenas de civis" foram mortos.

O porta-voz do Taliban, Zabihullah Mujahid, negou responsabilidade na explosão e afirmou que os insurgentes islâmicos nunca atacam hospitais.

O ataque ocorre enquanto sete regiões do país se preparam para assumir a responsabilidade pela segurança, que atualmente está com as forças lideradas pela Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), que comanda uma guerra cada vez mais impopular e que já se arrasta por dez anos.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOCARROBOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.