Carro-bomba mata pelo menos 27 pessoas no Iraque

Explosão causa estragos em delegacia e prédios, além de ferir mais de 65 pessoas no norte do país

Efe e Associated Press,

22 de agosto de 2007 | 11h26

Pelo menos 27 pessoas morreram e 65 foram feridas pela explosão de um carro-bomba na cidade de Beiji, 30 quilômetros ao norte de Tikrit, no norte do Iraque, informaram fontes policiais.   Um suicida detonou os explosivos que levava em seu carro perto da delegacia de Beiji, uma cidade sunita que abriga uma das maiores refinarias do país. A cidade fica na província de Salah ad-Din, reduto tradicional dos seguidores do ex-ditador Saddam Hussein.   A explosão causou grandes danos materiais na central de Polícia e nos edifícios vizinhos. As equipes de resgate estão buscando sobreviventes sob os escombros, acrescentaram as fontes.   Em outros incidentes nesta quarta em diferentes pontos do Iraque, pelo menos seis pessoas morreram e 57 ficaram feridas, informaram fontes policiais iraquianas.   A explosão de um carro-bomba perto de uma cafeteria no bairro de al-Wishwash, no oeste de Bagdá, deixou um morto e cinco feridos. Em outro ataque, duas pessoas foram mortas a tiros por insurgentes na cidade xiita de Iskandariya, 60 quilômetros ao sul de Bagdá.   Outras cinco pessoas foram feridas por bombas lançadas contra zonas residenciais na capital, acrescentaram as fontes.   Num atentado em Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá, três pessoas morreram, entre elas uma mulher, e cinco ficaram feridas.   Outras 42 pessoas, entre elas 15 mulheres e cinco policiais, ficaram feridas na noite de terça-feira pela explosão de um carro-bomba no bairro de Ghazlani, na mesma cidade.

Tudo o que sabemos sobre:
ViolênciaIraqueatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.