AHMED JADALLAH/REUTERS
AHMED JADALLAH/REUTERS

Carros-bomba e morteiros matam 23 pessoas em bairro xiita de Bagdá

Duas das explosões atingiram Kadhimiya e uma delas foi registrada no bairro de Tobcha, afirmaram as fontes de segurança

REUTERS

18 de setembro de 2014 | 18h27

Três carros-bomba explodiram em bairros xiitas adjacentes de Bagdá nesta quinta-feira, seguidos por dezenas de disparos de morteiros, matando pelo menos 23 pessoas e ferindo mais de 50, disseram fontes médicas e de segurança.

Duas das explosões atingiram Kadhimiya e uma delas foi registrada no bairro de Tobcha, afirmaram as fontes de segurança. Um disparo de morteiro caiu perto de um grande templo xiita em Kadhimiya e tiros foram ouvidos na região.

Bombas atingem a capital iraquiana quase todos os dias, mas ataques coordenados como o desta quinta-feira tem sido raros nas últimas semanas. Disparos de morteiros tem um alcance curto se comparados a foguetes, indicando que os autores do ataque estavam em bairros vizinhos.

O porta-voz do Ministério do Interior Saad Maan disse no canal estatal de televisão que "as forças de segurança estão na área para guardar o local". Ele disse que dois "terroristas" foram presos em Kadhimiya.

O Estado Islâmico, um grupo que emergiu da al Qaeda e tomou grandes partes do norte do Iraque no mês passado, já reivindicou a autoria de uma série de atentados suicidas na capital. Fontes de segurança dizem que os combatentes tentaram se utilizar da região rural ao noroeste de Bagdá para se aproximar de distritos xiitas.

(Reportagem de Oliver Holmes)

Mais conteúdo sobre:
IRAQUEBOMBASDISTRITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.