Carros-bomba e morteiros matam 9 pessoas em bairros xiitas de Bagdá

Explosões de bombas e morteiros mataram pelo menos nove pessoas e feriram mais 28 em bairros xiitas em Bagdá na terça-feira, apenas alguns dias antes de iraquianos começarem a celebrar o festival religioso muçulmano Eid al-Adha.

Reuters

23 de outubro de 2012 | 14h48

Carros-bomba explodiram e morteiros foram lançados na região do bairro xiita de Shula, noroeste de Bagdá, matando oito pessoas e ferindo 28. Outra pessoa foi morta por um morteiro na região de Kadhimiya, disseram fontes da área médica e de segurança.

"Três carros bombas explodiram um após o outro, e nós começamos a ouvir gritos e berros", disse um policial que estava de patrulha em Shula. "Algumas paredes de casas caíram, e vidro foi estilhaçado por toda parte."

A violência no Iraque está bem abaixo do auge de derramamento de sangue de uma guerra sectária entre 2006 e 2007, porém afiliados da Al Qaeda e outros insurgentes islâmicos sunitas têm frequentemente mirado xiitas em uma tentativa de alimentar tensões entre comunidades sunitas e xiitas.

O número de mortos mensal em ataques de militantes por todo o Iraque dobrou em setembro, para 365, o número mais alto em mais de dois anos, com a maioria das vítimas mortas em ataques com bombas, de acordo com estatísticas do governo divulgadas este mês.

(Reportagem da Redação de Bagdá)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEATAQUESBOMBAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.