Carros-bomba matam 25 pessoas no Iraque, chefe de polícia é morto em patrulha

Três carros-bomba mataram 25 pessoas em um complexo do governo perto da cidade de Baquba, no Iraque, neste domingo, e o chefe da polícia da província de Anbar morreu em patrulha quando supostos militantes do Estado Islâmico explodiram suas fontes de proteção, hospitalares e de segurança, afirmaram fontes.

REUTERS

12 de outubro de 2014 | 09h54

Os insurgentes têm realizado uma onda de atentados, enquanto o governo continua a lutar contra os jihadistas do Estado Islâmico, que há quatro meses apreenderam as principais cidades ao norte do Iraque.

Os mortos no complexo em Qara Qubah, a 80 quilômetros ao norte de Baquba, incluía civis e soldados, disseram fontes hospitalares. Mais de 60 pessoas ficaram feridas.

Em outro incidente, dois artefatos explosivos improvisados ??explodiram em um mercado local no distrito de al-Dur Dhubat no sul de Baquba, matando seis civis e ferindo 10, disse uma fonte policial.

Na aldeia de al-Bu Risha, 15 quilômetros a oeste da cidade de Ramadi, o comandante da polícia de Anbar general Ahmad Sadak al-Dulaymi foi morto por supostos combatentes do Estado Islâmico, neste domingo, disse uma fonte da segurança.

"O general estava em patrulha no parâmetro militar de al-Bu Risha, checando setores onde os confrontos com insurgentes do Estado Islâmico estão ocorrendo. Sua proteção foi alvejada", disse uma fonte à Reuters.

(Por William Maclean e Amena Bakr)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUECARROSBOMBAMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.