Carros-bomba matam ao menos 10 em peregrinação no Iraque

Pelo menos dez pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas nesta segunda-feira em dois atentados em locais de peregrinação religiosa xiita no Iraque.

REUTERS

08 de novembro de 2010 | 10h38

Três pessoas morreram e dez ficaram feridas na explosão de um carro-bomba perto de um ônibus que transportava peregrinos iranianos na cidade sagrada xiita de Najaf, informou uma autoridade do setor de saúde do Iraque.

Horas antes, a explosão de outro carro-bomba havia matado sete pessoas em outra cidade sagrada xiita, Kerbala, perto de Najaf. Trinta e quatro pessoas foram feridas nesse atentado, ocorrido em uma das entradas de Kerbala, que abriga dois santuários xiitas. Quatro dos mortos eram peregrinos iranianos, segundo o dirigente do conselho provincial local, Mohammed al-Moussawi.

Os atentados ocorreram pouco antes de uma reunião parlamentar que poderia pôr fim a oito meses de impasse para a formação de um novo governo no Iraque.

Centenas de milhares de fiéis iranianos têm visitado os locais sagrados da religião desde 2003, quando a invasão do país, liderada pelos Estados Unidos, derrubou o ditador iraquiano Saddam Hussein, que reprimia as manifestações religiosas dos xiitas -- a maioria da população no Iraque.

As facções políticas iraquianas estão se preparando para uma reunião na capital da região curda, no norte do país, para tentar fechar um acordo para a formação de um novo governo de coalizão, depois que as eleições parlamentares de janeiro não resultaram em um claro vencedor.

(Reportagem de Aseel Kami)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUECARROBOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.